Confira 3 dicas para você lidar com atraso de voo

Atraso de voo é uma situação bem comum nos aeroportos, principalmente em território nacional. Os motivos podem ser muitos: condições climáticas, espera nas conexões, manutenções não programadas, tráfego aéreo em excesso, problemas nos sistemas operacionais, falta de tripulação, overbooking, entre outros eventos imprevisíveis.

A questão é que, quando o seu voo demora mais de 30 minutos para partir do que está prescrito no seu bilhete, ele já se enquadra na situação de atrasado e, dependendo do que ocorre a partir daí, você precisa saber se posicionar e acionar seus direitos enquanto passageiro.

Para isso, trouxe 3 dicas fundamentais para ajudar você. Continue com a leitura do artigo e veja quais são elas!

1. Busque informações pertinentes

Se a companhia aérea não fez nenhum anúncio sobre o motivo do atraso — tanto nas sinalizações sonoras quanto nas visuais —, fique sabendo que é seu direito se manter informado. Afinal, a empresa está deixando de entregar um serviço pelo qual você já pagou, cumprindo sua parte no acordo.

As informações sobre o atraso, bem como sobre a nova partida, devem ser prestadas pela aviação, pelo menos, a cada 30 minutos. Vale lembrar que esse direito está previsto no Código de Defesa do Consumidor, o qual determina que o cliente deve saber sobre os riscos envolvidos nos produtos e serviços que adquiriu.

2. Conheça opções oferecidas pela aviação

A empresa aérea tem obrigação de oferecer opções ao passageiro, especialmente quando:

  • o atraso do voo excede 4 horas;
  • acontece interrupção do serviço ou cancelamento do voo;
  • perda do voo no caso de conexões, por troca de aeroporto ou qualquer outra causa que responsabilize o transportador.

Nessas ocasiões, você tem direito de escolher entre:

  • reacomodação (quando seu bilhete é remarcado e você embarca em outra nave com o mesmo destino);
  • execução do trecho utilizando outro meio de transporte;
  • reembolso.

Vale destacar que, se a empresa aérea informa previamente que o voo vai atrasar mais de 4 horas, essas opções são imediatamente disponibilizadas. Sendo assim, você não precisa esperar esse período passar para escolher entre uma delas e reprogramar a sua viagem, contando com o tempo de espera no aeroporto etc.

3. Exija assistências materiais, se for o caso

Atrasos, interrupção de serviços e cancelamento de voo dão ao passageiro o direito à cobertura material. Isso significa que a companhia aérea deve suprir as suas necessidades (alimentação, hospedagem, transporte de ida e volta para o aeroporto etc.) gratuitamente, de acordo com o tempo de espera.

Essa regra é válida mesmo quando você se encontra a bordo da aeronave, com a mesma de portas abertas. A assistência começa a valer no exato momento em que o atraso se inicia. Quanto maior o tempo de atraso, maior é a necessidade de suprimento material. Dessa forma:

  • quando o atraso é de mais de 1 hora, meios de comunicação devem ser disponibilizados, como telefone e internet;
  • acima de 2 horas, os passageiros têm direito à alimentação de acordo com o horário (almoço, café da manhã etc.), a companhia pode oferecer a refeição ou voucher individual;
  • atraso superior a 4 horas, a empresa aérea deve arcar com custos de hospedagem (pernoite), além do deslocamento de ida e volta ao aeroporto.

Lembre-se de que o atraso de voo demanda bastante paciência e flexibilidade. Por isso também, sempre que possível, opte por grupos de aviação que tenham maior tráfego e aeroportos que funcionam 24 horas por dia. Assim, você dispõe de mais recursos, tanto para realizar o trajeto de outra maneira, quanto para o tempo de espera no aeroporto.

Já passou por uma situação semelhante? Como foi resolvido o seu problema? Deixe o seu comentário no post e compartilhe a sua experiência!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Artigos relacionados

Fale o que você pensa

Translate »